Arranjo de Flores

Use recipientes da sua cozinha para criar vasos com delicados arranjos de flores

Já parou para pensar como flores custam caro? Se sua ideia é fazer um festinha pequena, em casa mesmo, além de investir nos ramalhetes tem que descolar uma coleção de cachepôs para distribuir qualquer arranjinho pelo ambiente.

Mas se você der uma olhadinha na sua cristaleira ou sessão de copos vai descobrir um arsenal de recipientes inventivos que vão dar um ar super criativo ao seu evento ou até mesmo ao seu dia a dia doméstico. Usei crisântemos de vários tons em todos os arranjos. Veja:

As canecas esmaltadas ficam lindas com um arranjinho bem gordinho. Como são do estilo brejeiras ficam ótimas em almoços com comida mineira, nordestina ou em festa junina.

Para um ar mais sofisticado tire da caixa aquela sua bomboniere de cristal que você ganhou de casamento e transforme-a no vaso mais elegante da sua casa.

A leiteira de porcelana pode enfeitar aquele aparador onde você coloca a saideira com petit-fours e cafezinho. Sem contar que fica linda como enfeite de mesa no café da manhã ou chá da tarde.

Consegui desenterrar do meu armário esse fofíssimo bule que trouxe do Marrocos, há cinco anos. Nunca havia usado o dito cujo. Mas agora achei o papel perfeito para ele: um elegante e criativo cachepô árabe.

Fotos:  Sílvia Oliveira

Arranjo de flores em potinhos de vidro

Um pouco antes do Natal, recebemos a família para uns comes e bebes em casa. Era sábado e eu havia trabalhado o dia inteirinho. Não deu muito tempo para inovar nem criar nada muito especial.

Mas flores são daqueles intens essenciais em qualquer reuniãzinho, por mais reba que seja o “evento”.  Rá!  Para não deixar mesa e aparador sem esse detalhe tão importante providenciei diversos potinhos de vidro vazios (de azeitona, de papinha de bebê, entre outros) e cortei as flores de uma vaso de crisântemo que estava na sacada de casa.

Foi só encher os potinhos de água e ajeitar os arranjinhos, tirando o excesso de folhes do caule e cortando na altura adequada. Espalhei por vários pontos da sala. Pronto! Ficou fofo, suave, não deu trabalho nenhum e saiu praticamente de graça!

Fotos:  Raul  Mattar