Festa adulto

Batizado da Sofia: a mesa de doces montada

Batizado Amarelo e Branco Dicas de Decoração - Mesa Doces 03

A montagem da mesa de doces do Batizado da Sofia foi bem simples. Servimos um almoço na casa do meu irmão Rodrigo, pai da nossa princesa. Como era um evento pequeno e para poucas pessoas, peguei dois aparadores que faziam parte da decoração da casa.

Um aparador era mais alto do que o outro. Coloquei o menor na frente do maior e distribui sobre eles os doces, as guloseimas e as lembrancinhas (veja aqui como fazer algumas delas).

Batizado Lembrancinhas Dicas

 Latinhas personalizadas e vidrinho decorados com jujuba.

Batizado Amarelo e Branco - Água Personalizada

Água decorada. Veja como fazer a sua aqui

Batizado Amarelo e Branco - Petit Verre Mousse de Maracuja

Petit verre de Mousse de Maracujá.

Esses delicados vidrinhos bojudos eu compro na loja Barra Doce que NÃO vende este produto pela internet por risco de quebra. Custa de R$ 0,80 a R$ 1 cada, dependendo o tamanho. Esse é o menorzinho, 20 ml.

Batizado Amarelo e Branco - Canudinho de Papel

Garrafinhas de vidro com suco de maracujá e laranja natural

Já faz tempo que comprei essas garrafinhas. Foi pela internet, mas não me lembro em qual site. Já os canudinhos de papel (ou canudinhos vintage) encontrei aqui em Curitiba na loja Big Festas. Se não encontrar na sua cidade faça uma busca na web, porque muitos sites de produtos para festas vendem o produto on-line!

Batizado Amarelo e Branco - Doces no Copinho

Brigadeiro de colher

A grande vedete dos docinhos costuma ser o delicioso brigadeiro de colher. (Veja receita aqui). Por cima usei confeitos amarelinhos em formato de bolinha, que você encontra em supermercados ou casas especializadas em doces. Para fazer os toppers personalizados veja nosso passo a passo aqui.

Batizado Amarelo e Branco - Doces

Instagram Matraqueando Silvia Oliveira

Você se lembra daquelas forminhas decoradas que ensinei a fazer aqui? Na foto à direita (acima) elas ganharam pequenas “Carolinas” recheadas com creme. (As Carolinas foram compradas prontas.)

Batizado Amarelo e Branco Dicas de Lembrancinha - Vidrinhos  com Jujuba

Batizado Amarelo e Branco Dicas de Lembrancinha - Vidrinhos

Seguindo a mesma linha da identidade visual do Batizado, decorei esses vidrinhos com fita gorgurão na base (finalizando com um delicado laço chanel) e na tampa usei dois furadores de scrapbook, um de 5 cm (formato pétala) e outro de 3,5 cm  (formato escalopado). Veja como fazer aqui.

Batizado Amarelo e Branco - Marca Livro e Guardanapo

O marca-livros com o Santo Anjo (uma das lembrancinhas) ficou em cima do prato. O frufru ficou por conta do porta-guardanapo em scrapbook.

Para distribuir os doces e guloseimas usei suportes de porcelanas e tampa de caixas de MDF pintadas de branco. Essas caixas especificamente tem um espaço para passar fitas. Então arrematei com um laço amarelo-ouro. ;)

Posts relacionados:

Dicas de lembrancinhas para o batizado amarelo e branco da Sofia

Forminhas de doces decoradas: como fazer

Como fazer toppers personalizados para doces e cupcakes

____________________

Fotos: Raul Mattar

Festa Nordestina para comemorar os 60 anos do meu pai: decoração, cardápio, lembrancinhas e figurino

Festa Nordestina Panô Dicas Decoração

Gente do céu, meu pai já está quase completando 61 e eu ainda não publiquei a festa que fizemos para ele no ano passado. Bem, pelo próprio estilo do evento, a nossa brincadeira não teve o gramur da festa indiana da minha mãe, mas, sem dúvida, foi o aniversário mais divertido que elaboramos.

É bom que fique claro: a única coisa que eu fiz nesta festa, além de comer moooito, foi dar a ideia do tema a ser seguido. Dois anos antes, matutando sobre o que iríamos preparar para o meu pai me deu um estalo: festa nordestina! Meu pai é filho de alagoano e meu vô sempre jurou que fazia parte do bando de Lampião! =D

Festa Nordestina Dicas de Decoração Casa Taipa

O resto, praticamente tudo, ficou por conta da minha mãe. Até os convites. O aniversário foi em setembro do ano passado, eu estava com cinco mil projetos em andamento e viajava toda semana. A gente só ia trocando ideias por e-mail e ela ia confeccionando por lá. Eu em Curitiba, ela em Londrina.

Por conta disso, não tenho fotos do passo a passo de nada, só da festa montada mesmo. E, ainda assim, não tiramos fotos de um monte de detalhes como a mesa do buffet nordestino e o teto de bandeirinhas coloridas. Eu só me dei conta dessa “falha” na hora de escrever o post. Rá rá! Por isso, o objetivo hoje é dar as ideias de como você pode montar uma festa parecida usando sua criatividade.

DECORAÇÃO

Para começar, se você não sabe, minha mãe é tão surtada quanto eu. Uma semana antes do aniversário eu perguntei para ela onde seria o “cantinho das fotos”, aquele lugar bonitinho para que a gente pudesse fazer as imagens dos convidados — a festa, claro, foi a caráter. Pensamos, pensamos e eu brinquei — BRINQUEI, repito — ah, e se a gente construísse uma casinha de taipa, um cenário, sei lá, algo bem típico do sertão?

Festa Nordestina Casa de Taipa Montagem

Imediatamente a cabeça da minha mãe deu um curto-circuito e quando eu cheguei a Londrina, dois dias antes da festa, lá estava a Matraca-Mor finalizando uma casa de taipa na… garagem! Detalhe, ela ergueu essa casa so-zi-nha. (Fofoquinha de família: meu pai não sabe nem trocar um chuveiro, a caixa de ferramentas sempre foi da minha mãe. Rá!)

Como fazer Casa de Taipa Festa Nordestina

Instagram Matraqueando Silvia Oliveira

Comprou os tapumes, a massa corrida em forma de textura (para imitar o barro) e com o martelo na mão (e ajuda de algumas irmãs que apareceram depois para finalizar o “empreendimento”) estava pronto o nosso “cantinho das fotos”. (Pois é, e ainda dizem que a desequilibrada sou eu!)

Festa Nordestina Decoração

Reunimos os amigos e familiares de sempre, umas 70 pessoas. Nossa meta, como já estão acostumados, é a mesma: fazer algo aconchegante e que, principalmente, caiba no bolso. (E a gente põe a mão na massa não é só porque gosta, não. É porque mandar fazer o que imaginamos fica simplesmente uma fortuna!)

Festa Nordestina Decoração Mesa

Festa Nordestina - Decoração Flores

Alugamos mesas e cadeiras que foram distribuídas na sala do sobrado. Mandamos fazer capas para sousplat (base para pratos) em chita. O detalhe fofíssimo ficou por conta do arranjo de mesa: flores dentro de uma abóbora que minha mãe mesma montou. Como a abóbora é muito dura, o  Raul abriu o buraco onde as flores iriam ser acomodadas com uma broca.

Festa Nordestina Cardapio

Sobre as mesas distribuímos livrinhos de cordel.

Festa Nordestina como fazer panô

Nas paredes foram pendurados “panôs”, um espécie de quadro feito com tecido e diversos tipos de apliques. Existem panôs africanos, indianos, nordestinos, entre outros. Minhas tias (minha mãe tem 262 irmãs) vieram ajudar e construíram lindos panôs, cheios de detalhe típicos.

CARDÁPIO

Nós contratamos um buffet — ninguém é de ferro! — que cuidou de todo o nosso jantar. A gente definiu o cardápio e o Buffet Chiquinilza (do casal Chiquinho & Nilza – 43 3258 6415 e 9103 1755) executou, aliás, muito bem! Adoramos. Ficou assim:

Entradinhas

Cuscuz Sertanejo
Mandioca Frita

Jantar

Baião de Dois
Escondidinho de Carne Seca
Sarapatel
Charque no Jerimum
Cabrito Nordestino
Salada Verde
Arroz Branco

Festa Nordestina - Frutas Típicas

Mesa de Frutas Típicas

Umbu, Carambola, Caju
Marmelo, Cacau e Jenipapo

Festa Nordestina - Doces típicos

Sobremesas

Mugunzá
Paçoca
Cocada
Bolo de Rolo

Festa Nordestina - Doces típicos 1

Bebidas

Água, Refrigerante, Cerveja
Caipirinha e Cachacinha do Sertão

LEMBRANCINHAS

Foram três lembrancinhas: manteiga de garrafa (mini), vasinhos de cacto e um porta-lixo para carro feito na mesma chita do sousplat.

Festa Nordestina lembrancinhas Manteiga de Garrafa

Instagram Matraqueando Silvia Oliveira

Para a manteiga de garrafa, minha mãe comprou minigarrafas em casas de embalagens e encheu com a manteiga comprada no mercado municipal de Londrina. A embalagem recebeu um pedaço de chita e foi finalizada com corda, tipo barbante grosso.

Festa Nordestina Dicas lembrancinhas

Os vasinhos de cactos — uma planta supertípica do sertão — foram encomendados diretamente na floricultura com antencedência. Para enfeitá-los colocamos a caricatura do meu pai vestido de cangaceiro (você poderá ver pelas fotos mais abaixo que ficou a cara dele!).

Eu imprimi as caracturinhas e recortei, uma por uma, calmamente (grrrrr)… Atrás do desenho já recortado eu colei um palitinho que serviu para “fixar” o cangaceiro dentro do vasinho.

Festa Nordestina - Caricatura Cangaço

Quem fez caricatura foi o artista Jackson, aqui de Curitiba. Você manda uma foto da pessoa que vai ser retratada, diz o que você pretende e ele envia um rascunho para aprovação. Já na primeira prova, adorei! Depois, o desenhista manda o arquivo já colorido, em JPG. (A caricatura foi usada no convite também (aliás, a principal função do desenho era ilustrar o convite– mas não, não temos fotos, minha mãe distribuiu tudo antes!).

Festa Nordestina Lembrancinhas Dicas

Por fim, mandamos fazer um porta-lixo para carro, que ficou pendurado nas cadeiras dos convidados. O “elemento” não tem nada de típico, a ideia era oferecer uma lembrancinha mais útil seguindo a identidade visual da festa.

FIGURINO

Esta é a parte mais engraçada e divertida. O que ajuda muito é que meus pais têm um grupo de amigos de décadas. Gente que frequenta minha casa desde que meus irmãos e eu éramos pequenos. Sem contar a própria família que é pau pra toda obra. Ou seja, quando a gente tem esse tipo de alucinação o pessoal fica demente junto. Mesmo que não colocássemos no convite “Traje: a caráter” ia aparecer todo mundo de Lampião e Maria Bonita. Dá uma olhada!

Festa Nordestina - Fantasia Lampiao e Maria Bonita

Na foto à esquerda tentando fazer cara de cangaceiro. Mas os meus irmãos não ajudam, claro!

Festa Nordestina FigurinoOs amigos Claudio e Paola e a minha pequena Mariana — já sem metade do figurino!

Festa Nordestina Figurino Lampião e Maria Bonita 1

Meu irmão Rodrigo, minha cunhada Flávia e a sogra, Dona Maria (a aniversariante da Festa Anos 60, lembra?).

Festa Nordestina Convidados

Festa Nordestina Figurino Lampião e Maria Bonite

O casal matraco do cangaço.

OUTRAS IDEIAS

Uma coisa que gostaríamos de ter feito e não fizemos: contratar uma dupla de repentistas. Não conseguimos achar ninguém em Londrina que fizesse a apresentação. Teria sido bem bacana!

E você, quais ideias colocaria na sua Festa Nordestina? Conte para nós!

(Ah, eu estive há pouco tempo no Sergipe e fiz a Rota do Cangaço até a Grota de Angicos, onde Lampião foi morto durante uma emboscada. Eu conto aqui!)

_______________
Fotos: Raul Mattar e Arquivo Pessoal

Festa Anos 60 da Dona Maria: evento, cardápio, figurino e receitinhas

Foi uma alegria participar da organização da festa de 60 anos da Dona Maria. A aniversariante é mãe da minha cunhada Flavia (casada com meu irmão caçula, o Rodrigo). A Dona Maria, superfesteira e bem-humorada, definiu o tema e nós corremos atrás. Todo mundo ajudou! Posso dizer que o aniversário foi feito a 10 mãos!

Festa Anos 60 - Lembrancinhas Garrafa Personalizada

Já falei aqui dos convites que montei e aqui das lembrancinhas que preparei para os convidados. Hoje, vou mostrar a festa montada, o cardápio, algumas receitinhas e o figurino. Lembrando que o evento foi familiar, para poucas pessoas, o que deixou o ambiente mais festivo e agradável.

Instagram Matraqueando Silvia Oliveira

O CARDÁPIO

Cardápio Retrô

Entradas

Croquete de Queijo
Croquete de Bacalhau
Croquete de Carne
Mini Sanduíche de Patê
Mini Cuscuz Paulista
Canudinho de Maionese

Jantar

Strogonoffe de Frango
Arroz e Batata Palha
Salada Caprese no Palito

Sobremesas

Pavezinho de Bolacha Champagne
Gelatina Mosaico no Copinho

Mesa de Doces

Bala de Coco
Brigadeiro de Colher
Bombons Sonho de Valsa
Mousse de Maracujá
Cupcake na Xícara

Bebidas

Água
Coca-cola, Fanta e Tubaína
Ki-Suco
Cerveja
Ponche
Hi-fi
Cuba Libre

Saideira

Café
Chá de Melissa
Peti-fours
Chocolate de Menta

Nós não contratamos buffet e a única coisa comprada pronta foram os croquetes, encomendados na Alcina Salgados. O de bacalhau estava per-fei-to! O strogonoffe de frango foi feita pela própria aniversariante e os doces, por mim. O resto a gente criou uma linha de produção. Até os convidados que iam chegando a gente colocava para montar os sanduichinhos de patê ou a salada caprese no palito.

Eu, já toda paramentada, deixei para preparar o cuscuz na hora (receita aqui). Além de ser fácil e rápido, chega mais fresquinho à mesa. Mas você pode preparar com até um dia de antecedência, deixando-o na geladeira, já nas forminhas, coberto com um filme plástico. No dia da festa é só desenformar e esquentar no micro-ondas.

O Fábio, filho da Dona Maria, foi o bar-man oficial da festa e preparou deliciosos drinks durante toda a festa. O ponche e a cuba-libre fizeram sucesso!

Para sobremesas típicas eu escolhi o tradicional pavê de bolacha champagne e a célebre gelatina mosaico (alguns chamam de gelatina colorida ou gelatina psicodélica). As receitas não têm qualquer segredo. O detalhe é que usei copinhos e petit verres para acomodar os doces, o que deixou a mesa mais fotogênica.

ALGUMAS RECEITINHAS

Receita de Gelatina Mosaico no Copinho

Ingredientes

4 pacotes de gelatina (sabores variados)
1 pacote de gelatina em pó incolor e sem sabor
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite

Modo de preparo

Prepare, individualmente, as gelatinas com sabor conforme as orientações da embalagem.

Coloque-as em bandeja quadradas ou retangulares, de preferência. (Cada gelatina numa forma). Leve à geladeira e deixe de um dia para o outro.

Quando estiverem bem durinhas corte a gelatina em quadradinhos pequenos (lembre-se de que você vai colocá-los em minicopinhos!) Em seguida misture os cubinhos e despeje uma pequena porção até a metade do copinho.

À parte, bata no liquidificador o creme de leite e o leite condensado. Com o liquidificador ainda ligado adicione a gelatina incolor (já dissolvida conforme orientações das embalagens) e bata só até misturar.

Despeje o líquido sobre a gelatina no copinho até encher. Leve à geladeira por mais 4 horas.

Dica: esta sobremesa além de facílima e barata, pode ser preparada com um dia de antecedência. Rende 40 copinhos.

Instagram Matraqueando Silvia Oliveira

Receita de Pavezinho de Bolacha Champagne

Ingredientes

1 litro de leite
1 lata de leite condensado
2 gemas de ovo
1 pacote de bolacha champagne
1 lata de abacaxi ou pêssego em calda.
1 colher de amido de milho (maisena)

Modo de preparo

A primeira coisa que você deve preparar é o creme: dissolva o leite condensado em 700 ml de leite. (Se você preferir menos doce, coloque menos leite condensado). Adicione as duas gemas e mexa bem. Leve ao fogo médio, mexendo sempre. Quando levantar fervura diminua o fogo e  adicione uma colher de sopa de maisena dissolvida em meio copo de leite e mexa sem parar. Quando começar a engrossar desligue o fogo e deixe amornar.

Despeje um pouco do leite num prato fundo e mergulhe algumas bolachas champagnes até umedecê-laS (mas não deixe a bolacha ficar muito mole).

Corte o abacaxi ou o pêssego em calda em pedacinhos pequenos e comece a montagem do pavezinho.

No copinho ou no peti verre coloque, primeiro ,um pedacinho da bolacha, em seguida um colherzinha do creme, depois uns pedacinhos da fruta em calda e finalize com o creme.

Dica: no leite em que umedeci as bolachas eu coloquei algumas gotas de aroma de rum.

OS FIGURINOS

Dona Maria nos braços das convidadas.

A aniversariante no meio das minhas tias e da minha mãe (de laranja).

O Raul e eu e meu irmão Rodrigo e a Flávia.

A gente se divertiu mesmo foi com os figurinos. Os homens estavam unânimes: camiseta branca, calça jeans e, alguns, usavam jaqueta de couro. Todos tinham um cigarro atrás da orelha, um modismo daquela época que — graças a Deus — já caiu em desuso!

Meu irmão caçula Rodrigo e eu. Ao lado, minha mãe e a Mariana com o mesmo figurino.

As mulheres puderam ousar mais. O vestido de bolinha estava entre os preferidos. Minha mãe costurou o dela e os das irmãs. Já a Dona Maria optou por um branco com bolinha preta que ela mesma fez.

Todo mundo caiu na dança até de madrugada!

As crianças também se divertiram.

Minha cunhada Lucia e sua maquiagem da época.

Aproveitando o cenário do fog londrinense.

 

_________________

Fotos: Raul Mattar

Preparativos do aniversário da Dona Maria, festa Anos 60: as lembrancinhas

Tirando as aranhas do blog, volto a postar sobre a super festa da Dona Maria que aconteceu em abril. Nós já falamos aqui do convite que eu fiz para o evento. Hoje, vamos às lembrancinhas.

Elaborei três presentinhos para os convidados: uma caixinha preta com poá branco, uma água decorada e personalizada (veja como fazer aqui) e uma sacolinha de guloseimas.

As caixinhas eu comprei prontas no Armazém das Embalagens (Avenida Sete de Setembro, 2053) em Curitiba. Em volta da tampa eu passei uma fita de cetim no tom vermelho-vinho e finalizei com um laço chanel (do qual, você já deve ter percebido, sou fã!). Dentro nós colocamos bala de coco, algo bem vintage, digamos!

Instagram Matraqueando Silvia Oliveira

A água decorada foi meu xodó. No rótulo, o de sempre. Mas em vez de finalizar com um laço no gargalo eu coloquei esse pingente de tecido (ai, esqueci o nome disso agora) e a-d-o-r-e-i o resultado final.

Já na sacolinha, coloquei o mesmo vestidinho usado no convite. Atrás finalizei com um sapatinho de plástico preto, que você encontra em casas de materiais para bijuteria. (Mas não tirei foto do dito cujo, desculpaê!). Dentro, balinhas de goma.

Para enfeitar a mesa de doces, montei as tags com os nomes e iniciais da aniversariante. Eu digito no compuatdor os “dizeres” e imprimo (impressora a laser) no papel couchê brilho 115g. Depois recorto com furadores de scrapbook.  Abaixo você vê um exemplo de como usei a tag, no pavezinho de bolacha champagne.

No próximo post vou mostrar a festa montada, receitinhas e os figurinos! Até lá!

Fotos: Sílvia Oliveira

Instagram Matraqueando Silvia Oliveira

123